sexta-feira, 20 de junho de 2014

Criminosos? Os Jotas da vida real

Para quem leu o meu livro Condicional, pode ser que pense "Se apaixonar por bandido? Isso Não existe!", pois conheça reais criminosos que conquistam fãs no mundo todo e me inspiraram a criar o personagem Jota!

Este aí em cima é Jeremy Meeks, preso após diversos assaltos na Califórina. Após publicada sua foto na página do Dpto de polícia de lá, o cara recebeu 30 mil likes e várias declarações. isso não é um caso isolado não. Muitos presos que acabam ganhando fama pela exposição na mídia, recebem cartas na prisão de suas fãs. O site Pheeno chegou a fazer uma lista com o Top 10 dos bandidos que "roubaram" o coração da galera:
















Hibristofilia

Não se assuste com o palavrão! trata-se de uma parafilia que faz com que as pessoas sintam atração sexual por criminosos e é o que, aparentemente, o personagem Lucas narra no meu livro. Não... Isso não acontece só pelo fato do bandido ser boa pinta. Um exemplo disso, é o Francisco (Maníaco do parque, lembram?) que se casou com uma... Digamos... Fã!


Condicional
Na minha história, Lucas está se formando em administração e quer se tornar um fotógrafo famoso. O cara acostumado a não se apegar a ninguém e pouco preocupado com os sentimentos alheios, acaba conhecendo Jota durante um assalto. A noite termina de maneira conturbada e os dois vão se envolvendo. Lucas se percebe apaixonado e no meio de uma encrenca que coloca em risco a sua vida e das pessoas mais próximas. A questão é: Se por um lado, tudo na vida é um risco, por outro lado, também é uma escolha. Lucas começa o livro dizendo: "Escolho muito bem os riscos que quero correr..." Olhando pra esses camaradas, fica a pergunta... Será que vale à pena?